Meu nome é Nicole e aqui não tem só produção.

O ano passado eu me embrenhei pelo mundo das mulheres comuns, que de comuns não têm é nada. Elas são sim, extraordinárias. São mulheres guerreiras, que dão duro na vida de produção e que conseguem no dia-a-dia, sem fazer alarde, sutilmente levantar a bandeira do “eu me gosto, eu me mostro, e eu não estou nem aí para seu julgamento, porque não é ele quem vai me dizer o que eu devo ser ou me fazer feliz”. Isso se chama liberdade e eu acho isso foda. Bato palmas pra todas elas! E a liberdade acaba trazendo junto um tantão de sensualidade… uma pessoa livre seduz naturalmente.

Acontece que não dava pra escrever sobre poucas pessoas, quando tanta gente me inspira diariamente. Ainda tem gente pra falar, viu? Então me desculpem, mas vocês vão ter que aguentar outra leva de mulherões da porra agora em 2018, não vai ter jeito! Mas acredito que isso não seja nenhum sacrifício… né não?

Então pra abrir essa temporada, uma mulher que representa tão bem a leveza e a alegria que eu quero e desejo pra esse ano… Senhoras e senhores, com vocês: Nicole.


Nicole é uma daquelas mulheres que é impossível passar desapercebido. Primeiro por causa da altura de matar de inveja as mais baixinhas como eu, mas também por causa do cabelão (às vezes loura, às vezes ruiva) e das pernas compridas, daquelas que podem vestir chinelos e tá tudo lindo e elegante. Mas o que mais chama a atenção? Um sorrisão daqueles, e que está sempre presente. Uma alegria genuína que acompanha esse mulherão onde quer que ela vá.

Eu mal conhecia a Nick, mas sempre gostei de tudo que vi. Nas poucas vezes que cruzei com ela pessoalmente na vida, senti uma energia muito boa vinda dali. Saca um brilho próprio que cintila em tempo integral? É isso. E uma naturalidade gigante. Goixxxto.

E a gente ainda fica nessa pegada de voyeur, vendo e admirando a vida dos outros nas redes sociais…  e quando eu via o insta da Nick, só me surpreendia. Uma hora ela estava lá, só enrolada num lençol. Outro momento, só de moleton. Outra foto: só de camisa. Outra imagem: provavelmente sem nada.

Diva? Super. Sexy? Demais. Vulgar? Zero.

Sabe o clichê “sexysemservulgar”? É a Nick! (ok, eu acho bem subjetivo esse conceito do que é sexy e do que é vulgar, porque tudo é uma questão de ponto de vista e gosto, mas tem horas que a gente sabe que a coisa é unânime). O fato é que a bicha pode estar vestindo uma burca e ainda consegue ser sexy. E ela pode estar lá nua em pelo e jamais será vulgar.

Foi por isso que eu chamei a Nicole pra fazer parte de tudo isso, porque eu me identifico, admiro e acho que ela vale a homenagem (pode ser que depois dessas fotos tenha mais homenagem por parte de outras pessoas… oops, piadinha machista de mal gosto…sorry… foi só pra dar uma “apimentadinha”). Ela ficou super feliz com o convite, falou que deu um up na autoestima e me contou que queria fazer um ensaio fotográfico somente pro blog. Eu não me aguentei de felicidade! Que honra pra essa humilde pseudo-escritora!

Então bora fazer acontecer, porque produzir é com a gente mesmo, miagente!

E a sorte maior ainda estava por vir… Márcio Pilot, super fotógrafo, amigo, trocador de figurinhas de todo dia e ainda conhecido por todo mercado, se ofereceu pra fazer esse primeiro shooting exclusivo pro “Pode isso, produção?”. Piramos os três! Apresentações feitas, referências trocadas, locação resolvida… all set!

Num hotel de São Paulo, em pleno sábado, estávamos lá – Márcio chegando de Campinas carregado de equipamentos que mal cabiam no apartamento e ainda trazendo produção de tecidos, acessórios AND comidinhas (fofooooo!), eu levando uma garrafa de vinho, acessórios e meu celular pra fazer um making of, e Nick, toda ansiosa, com apenas uma hora de sono da beleza porque tinha produzido um puta evento a noite toda. Ossos do ofício, mas vamo que vamo!

Ela chegou e tirou a roupa na nossa frente como se fôssemos da família. Com anos de teatro, o nu pra ela não é tabu, é natural, ela mesma disse. Salve a arte, salve Nick. E as fotos então começaram… e tudo aquilo que eu via nas redes sociais me pareceu até pouco. Era sensualidade demais, naturalidade absurda e alegria em tempo integral. Eu fiquei encantada, seduzida e muito feliz. Foi uma tarde deliciosa e só por isso já valeu a pena. Mas o resultado taí, mais que delicioso também: quase 1,80m de Nicole com carão e sorriso, com cigarro e vinho, com roupa e sem roupa e com simplicidade e atitude de sobra. Curtam sem parcimônia.

2018-01-04-PHOTO-000009452018-01-07-PHOTO-000009482018-01-08-PHOTO-000009792018-01-03-PHOTO-000009442017-12-11-PHOTO-000008712018-01-03-PHOTO-000009262018-01-03-PHOTO-000009392018-01-03-PHOTO-000009412018-01-08-PHOTO-000009812018-01-08-PHOTO-000009822018-01-08-PHOTO-00000984

Fotos by Marcio Pilot @marciomurilopilot / Maquiagem by Mariana Sario @presspassrocks


P.s: eu já era fã da Nicole, mas depois de conhecer fiquei ainda mais. E continuei claro, sendo voyer dela no instagram. E daí que, neste começo de ano, ela posta uma foto nua, toda pintada de cores indígenas no meio da floresta. Dona de si, dona do mundo e ao mesmo tempo simples, parte da natureza. Uma foto que traduz a essência dela, tão transparente, tão fácil de captar, até pra quem teve o prazer de conviver com esse espírito livre somente por uma tarde.

Morri de amores.  Viva Nick.

Image-1

 

 

 

 

 

Escrito por

Oi! Sou Ana Ferrari.  Produtora de eventos, de filha bonita, de situações ridículas e de trapalhadas aleatórias. Especialista em perder coisas, fazer besteira, viver a vida e dar risada de si mesma.  PHD em crises existenciais que chegam antes dos 40 anos. Paulistana convicta com coração carioca. Leonina até dizer chega. Nem de direita, nem de esquerda. Interessada em igreja, centro, templo e terreiro. Experiente no luxo, no lixo e na luxúria, com vivência no erudito e no popular. Praticante de artes marciais, degustações de café, vinho e seriados. Aprendiz de escritora, de viajante e de violonista. E agora, de blogueira. ​ Pode isso, produção???

7 comentários em “Meu nome é Nicole e aqui não tem só produção.

  1. Nick é um serumano que amo de paixão, mulherona da porra! Cheia de atitude! Minha parça do meu maior JoB.O da vida: copa do mundo! Produzimos juntas, passamos muita raiva, viramos noites e noites em claro, choramos uma no ombro da outra a tretas com os ex-maridos! Nós nos entendemos como se sempre tivéssemos trabalho juntas.
    E ela é esse amor, esse sorrisão e essa ousadia toda aí mesmo!
    Amo!

    Curtir

  2. Linda, leve e completamente solta…. essa é a melhor forma de vê-la passear pela vida!
    Não que tenha vindo a passeio… mas aquele furor feminino se perde num olhar mareado… sorriso solto mas nunca fácil. Exige inteligência, sagacidade, plu-ra-li-dade! Sim… um ser singular que brilha num universo plural!
    Deixemos de lado a excelência na entrega… o comprometimento visceral com o que é proposto…
    Sim! Nic… poucas letras a definir um ser encantador… mágico.
    E… que tal um vice-versa… Aninha Ferrari por Nic Nunes!
    Afinal… de mulheres incríveis o mundo precisa!
    Clap! Clap! Clap!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s