Esse lance do blog… Ah vá, nunca pensei!

“Ah, vá! Sério? Nunca pensei!”
Foi isso que eu disse quando vieram me falar pela primeira vez que eu deveria escrever um blog. Eu? Maginaaaa!
Só que daí, pouco tempo depois (pouco tempo meeeixxxmo!), eu encontro com uma amiga na rua e ela diz… “Cara, porque você não escreve um blog? Eu adoro seus posts no face, gosto do jeito que você escreve, morro de rir e tals…”. Daí eu falei de novo “Ah vá, sério? Nunca pensei…”  Mas uma pulguinha rapidamente instalou-se atrás da minha orelha e eu só pensando…  Eu? Euzinha? Blogueira? Eu que começo e não termino nada? Eu que não entendo o que significa a palavra disciplina? Eu que quando tiro foto não saio olhando pro chão? (olha eu já sacaneando as futuras coleguinhas de trabalho, que feio…).
E foi então que esse “nunca pensei” ficou ali meio soando um pouco mentiroso, porque começaram a me falar cada vez mais, e eu comecei a pensar cada vez mais sobre o assunto, mais empolgada, mais inspirada, quase me achando… Poxa, a regra básica é que você não pode (mas deve) elogiar muito uma leonina. Veja bem, isso é dar asas à cobra. É isso que move uma pessoa de leão (e vocês vão ouvir falar muito disso aqui, porque colocar a culpa no signo é uma das coisas mais fáceis de fazer, um subterfúgio incrível e que faz todo sentido…). Enfim, foi muito elogio, muita motivação, de mãe (mãe vale?), de marido, de amigas, de gente que eu falo quase sempre, de gente que eu falo quase nunca… E daí, gente… daí, eu achei que podia… daí… daí f@d&u! Comprei o desafio.
Mas, sério, vou escrever sobre o quê? O que eu tenho para acrescentar ao mundo, miagente? Really????
Enfim, tamos aí, vumbora escrever amenidades, coisas leves e gostosas, que podem não interessar a ninguém a não ser a mim mesma, nem que seja só pra minha mãe ler e me elogiar, e assim eu garantir minha dose diária de motivação.
Tá achando que é só o começo do fim? Que eu não vou dar conta? Também não tenho a menor ideia…  até porque… nunca pensei!

 

Escrito por

Oi! Sou Ana Ferrari.  Produtora de eventos, de filha bonita, de situações ridículas e de trapalhadas aleatórias. Especialista em perder coisas, fazer besteira, viver a vida e dar risada de si mesma.  PHD em crises existenciais que chegam antes dos 40 anos. Paulistana convicta com coração carioca. Leonina até dizer chega. Nem de direita, nem de esquerda. Interessada em igreja, centro, templo e terreiro. Experiente no luxo, no lixo e na luxúria, com vivência no erudito e no popular. Praticante de artes marciais, degustações de café, vinho e seriados. Aprendiz de escritora, de viajante e de violonista. E agora, de blogueira. ​ Pode isso, produção???

14 comentários em “Esse lance do blog… Ah vá, nunca pensei!

  1. Li muito dos seus textos.
    Gostei de todos. Você me parece autenticamente divertida. Na verdade, ao ler, me senti como se estivesse sentado em algum lugar contigo e vc estivesse me contando essas histórias.

    Obrigado pelos textos.

    Curtir

    1. Joy, obrigada você pelo comentário delicioso! Fiquei super feliz! E você não vai acreditar, mas faz mais ou menos um mês a ideia de ir pra Santiago não sai da minha cabeça, e uma amiga minha disse que o Caminho te chama no momento certo. E que coisas que indicassem esse momento aconteceriam mais e mais vezes. E daí você aparece na minha vida e quando eu vou olhar seu blog: bingo! o chamado! Certeza que isso vai virar um post e certeza que vc vai estar nele. Vou te seguir também. Obrigada! beijos

      Curtir

      1. Eu tenho muitos planos anteriores ao Caminho.

        Quero chegar em Santiago de Compostela no dia que completo 40 anos no ano que vem (23/ago)

        Mas na verdade, acho que estas caminhadas tem me colocado num lugar que estive pouquíssimas vezes. O lugar que posso conversar comigo mesmo por horas e horas. Que posso pensar até na morte da bezerra, ou em sacanagem ahahhahaha e até mesmo encontrar um novo propósito pra minha vida. E acho que é aí que me encontro. Buscando um caminho que me mostre novos caminhos.

        Acredito que ao menos pra mim, chegar é o que menos importa. Até porque sei que sou um cara bem preparado fisicamente e mentalmente para chegar lá. O que mais me importa é a jornada e as histórias que acumularei.

        Tomara que você esteja por “perto” para presenciar tudo isso.

        ps. Definitivamente não estamos tão distante assim 😉

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s